SIMULAÇÃO BASEADA EM AGENTES PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES NÃO-FARMACOLÓGICAS PARA O COMBATE À COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.4322/PODes.2021.007

Palavras-chave:

Covid-19, Simulação Baseada em Agentes, Número Básico de Reprodução, Soluções não-farmacológicas

Resumo

Este trabalho propõe um modelo de simulação baseada em agentes capaz de avaliar os impactos de intervenções não-farmacológicas para o enfrentamento e controle da Covid-19. Políticas como o isolamento social e a realização de testes para detecção de infectados são estudadas, considerando os perfis probabilísticos de transmissão, morbidade e mortalidade. Os cenários simulados se baseiam em dados reais disponíveis na literatura, e as respostas do modelo são utilizadas para comparar o desempenho das alternativas, sob a ótica do total de infectados, o número básico de reprodução, o número de mortos e a duração da epidemia. Como resultado, verificou-se que a aplicação de isolamento horizontal é eficaz no combate a doença. O isolamento vertical, por outro lado, não apresentou desempenho satisfatório para os indicadores analisados. A saída antecipada do isolamento, bem como seu relaxamento e a abertura das fronteiras se demonstraram como principais entraves à contenção da doença.

Biografia do Autor

Thiago Augusto de Oliveira Silva, Universidade Federal de Ouro Preto

Possui graduação (2006) e mestrado (2009) em engenharia de produção pela Universidade Federal de Minas Gerais. Em 2015 concluiu o doutorado em engenharia de produção na Universidade Federal de Minas Gerais com estágio sanduíche na Division of Computing Science and Mathematics, University of Stirling (UK) fomentado pelo PDSE/CAPES. Tem experiência em consultoria já tendo atuado em projetos para empresas nacionais e multinacionais. Sua pesquisa está concentrada no uso de ferramentas quantitativas para o suporte a tomada de decisão com aplicações em logística, análise de investimento, gestão de projetos de P&D e serviços de saúde. Atualmente é professor adjunto do Departamento de Engenharia de Produção do Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas da Universidade Federal de Ouro Preto (DEENP/ICEA/UFOP).

Paganini Barcellos de Oliveira, Universidade Federal de Ouro Preto

Professor Adjunto nível 1 no Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Doutor em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Minas Gerais (2015-2020). Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Minas Gerais (2013-2014). Possui graduação em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Ouro Preto (2008-2012). Tem experiência em pesquisa e implementação de algoritmos de exatos e heurísticos para problemas de localização e transportes em redes. As principais áreas de Interesse são: Pesquisa Operacional, Otimização de Sistemas Logísticos de Grande Porte.

Alexandre Xavier Martins, Universidade Federal de Ouro Preto

Possui graduação em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Ouro Preto (2003), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Minas Gerais (2005), doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Minas Gerais (2011) e pós-doutorado pela Université de Tecnologie de Troyes (2017). Atualmente é Professor Associado I da Universidade Federal de Ouro Preto, Revisor de periódicos como Computers & Operations Research e INFOCOMP (UFLA. Impresso). Tem experiência na área de Engenharia de Produção, com ênfase em Pesquisa Operacional. Atuando principalmente nos seguintes temas: Árvore Geradora, Grafos, Otimização Combinatória, Programação Matemática, Heurísticas e Simulação.

Felipo Bacani, Universidade Federal de Ouro Preto

Possui graduação em Matemática Aplicada e Computacional pela Universidade Estadual de Campinas (2010), mestrado em Matemática Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (2012) e doutorado em Matemática Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (2016). Atualmente é professor efetivo da Universidade Federal de Ouro Preto. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Equações Diferenciais Parciais, atuando principalmente nos seguintes temas: biomatemática, simetrias de lie e modelagem matemática.

Downloads

Publicado

19-04-2021

Como Citar

Silva, T. A. de O., Oliveira, P. B. de, Martins, A. X., & Bacani, F. (2021). SIMULAÇÃO BASEADA EM AGENTES PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES NÃO-FARMACOLÓGICAS PARA O COMBATE À COVID-19. Pesquisa Operacional Para O Desenvolvimento, 13, 1–18. https://doi.org/10.4322/PODes.2021.007