FERROGRÃO: IMPACTOS ECONÔMICOS E A LOCALIZAÇÃO ÓTIMA DO TERMINAL DE TRANSBORDO

  • Fernando Vinícius da Rocha ESALQ/USP
  • José Vicente Caixeta Filho Professor Titular da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ/USP) | Coordenador do ESALQ-LOG
Palavras-chave: Ferrogrão, Exportação de grãos, Programação linear, Agronegócio

Resumo

Dado a existência de uma demanda por soluções logísticas de menor custo por parte do agronegócio brasileiro, diversos projetos de infraestrutura têm sido elaborados. A Ferrogrão é um dos projetos atualmente discutidos, o qual está relacionado à construção de uma ferrovia entre os estados do Mato Grosso e Pará. O presente trabalho analisa os impactos econômicos deste projeto, baseado em um modelo de programação linear inteira mista. Os resultados indicam que o município de Sinop (MT) para a construção do terminal de transbordo dessa ferrovia é o que mais contribui para a redução dos custos de transporte entre os municípios produtores e centros consumidores. O trabalho mostra também, como contribuição para a literatura acadêmica, que o potencial de redução de custos de transporte com a presença da Ferrogrão é superior R$ 38,00 por tonelada de grãos exportada em cenários com capacidades operacionais irrestritas e que a área de influência dessa ferrovia se concentra nos municípios da região central do Estado. Adicionalmente, os resultados também evidenciam a necessidade de se aumentar a capacidade de exportação dos portos da região Norte do país, como forma de fomentar a utilização dessa infraestrutura.

Publicado
20-12-2018
Como Citar
Rocha, F., & Caixeta Filho, J. V. (2018). FERROGRÃO: IMPACTOS ECONÔMICOS E A LOCALIZAÇÃO ÓTIMA DO TERMINAL DE TRANSBORDO. Pesquisa Operacional Para O Desenvolvimento, 10(2), 108-127. https://doi.org/10.4322/PODes.2018.008
Seção
Artigos