PLANEJAMENTO DO SISTEMA DE METEOROLOGIA NO APOIO DA LOGÍSTICA HUMANITÁRIA: A VISÃO DOS PREVISORES UTILIZANDO A TEORIA DE VALOR MULTIATRIBUTO

Autores

  • Amaury Caruzzo Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA(GEAD), São José dos Campos – SP
  • Daniel Manso Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA(LAB-GE), São José dos Campos – SP
  • Mischel Carmen Neyra Belderrain Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA(GEAD), São José dos Campos – SP

Resumo

Para a logística de operações humanitárias, informações meteorológicas de qualidade são fundamentais para auxiliar os decisores. Entretanto no Brasil, o sistema de meteorologia precisa ampliar e desenvolver procedimentos para atender as crescentes demandas deste tipo de operação. Neste sentido, o objetivo deste artigo é avaliar o planejamento do sistema de meteorologia nacional, na visão do meteorologista-especialista, para adequar as atividades no apoio das operações relacionadas a desastres naturais e de logística humanitária. As preferências dos meteorologistas foram identificadas por entrevistas para construir a estrutura hierárquica dos critérios e subcritérios e também elaborados diversos cenários para identificar as potenciais alternativas. Utilizando o MAVT – Multi-Attribute Value Theory obtiveram-se resultados que indicam que a melhor alternativa é atender, de forma parcial, todos os critérios e subcritérios considerados. Na visão dos meteorologistas, o conjunto de ações para ampliar o sistema nacional precisaria de um investimento de USD 490 milhões em cinco anos. Apesar do grande volume de recursos financeiros no Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, é possível concluir que, as preferências dos meteorologistas não foram totalmente atendidas pelos gestores nos altos níveis do Governo, responsáveis pela elaboração deste planejamento.

Palavras-chaves: análise de decisão; desastre natural; logística humanitária; previsão de tempo e clima; defesa civil; MCDA.


Biografia do Autor

Amaury Caruzzo, Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA(GEAD), São José dos Campos – SP

Possui graduação em Bacharel em Meteorologia pela Universidade de São Paulo (2000) e mestrado em Engenharia de Energia pela Universidade Federal de Itajubá (2008). Atualmente é estudante de Doutorado em Engenharia Aeronáutica no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), pesquisador/ colaborador na Divisão de Ciências Atmosféricas do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE/DCTA). Foi membro do CBS Expert Team da World Meteorological Organzation de 2009 a 2012. É Oficial da Reserva da Marinha do Brasil (RM2) e tem experiência na área de Geociências e Pesquisa Operacional, com ênfase em Meteorologia Aplicada e Análise de Decisão, atuando principalmente nos seguintes temas: métodos quantitativos, apoio multicritério à decisão (AMD), estruturação de problemas, análise de risco, instrumentação meteorologia, meteorologia aeroespacial, climatologia e divulgação científica.

Mischel Carmen Neyra Belderrain, Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA(GEAD), São José dos Campos – SP

Possui graduação em Investigación Operativa - Universidad Nacional Mayor de San Marcos (1978), mestrado em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1984) e doutorado em Engenharia Aeronáutica e Mecânica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (1998). Atualmente é Professor Associado III do Instituto Tecnológico de Aeronáutica, consultor ad-hoc da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Tem experiência na área de Engenharia de Produção, com ênfase em Pesquisa Operacional, atuando principalmente nos seguintes temas:métodos de estruturação de problemas (PSM), métodos de apoio à decisão multicritério, pesquisa operacional aplicada a área de saúde e metodologias de ensino de Pesquisa Operacional.

Downloads

Publicado

30-04-2013

Como Citar

Caruzzo, A., Manso, D., & Belderrain, M. C. N. (2013). PLANEJAMENTO DO SISTEMA DE METEOROLOGIA NO APOIO DA LOGÍSTICA HUMANITÁRIA: A VISÃO DOS PREVISORES UTILIZANDO A TEORIA DE VALOR MULTIATRIBUTO. Pesquisa Operacional Para O Desenvolvimento, 5(2), 266–290. Recuperado de https://podesenvolvimento.org.br/podesenvolvimento/article/view/259

Edição

Seção

Artigos