ROTAÇÕES DE CULTURAS AGRÍCOLAS UTILIZANDO PROGRAMAÇÃO INTEIRA BINÁRIA

  • Angel Ramon Sanchez Delgado Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica– RJ, Brasil
  • Sérgio Drummond Ventura Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica– RJ, Brasil
  • Marcelo Dib Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica– RJ, Brasil
  • P. Parga Rodrigues Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica– RJ, Brasil

Resumo

O objetivo do trabalho foi desenvolver e implantar um modelo de programação inteira binária que simula a rotação de culturas ecuja solução representa um calendário de plantios ótimo de varias culturas (em consórcio ou não com pastagem), cultivadas na estação experimental da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas, MG) em uma área de 24 hectares, permitindo alternar periodicamente as culturas. O plantio da lavoura de milho BRS 1030 é feito de forma consorciada com os capins braquiária Piatã e braquiária Brizanta ou Panicummassai (Sistema Santa Fé). Já o sorgo forrageiro BRS 5610 é consorciado com o capim Tanzânia. Nos resultados obtidos(em todos os períodos considerados), o consórcio entre as culturas é o mais recomendável nas glebas geradas aleatoriamente. Isto é compatível com os resultados experimentais obtidos pela Embrapa.

Palavras - Chaves:consorcio de culturas, plantio direto, integração lavoura-pecuária

 

Publicado
02-08-2013
Como Citar
Sanchez Delgado, A. R., Ventura, S., Dib, M., & Rodrigues, P. P. (2013). ROTAÇÕES DE CULTURAS AGRÍCOLAS UTILIZANDO PROGRAMAÇÃO INTEIRA BINÁRIA. Pesquisa Operacional Para O Desenvolvimento, 5(3), 428-442. Recuperado de https://podesenvolvimento.org.br/podesenvolvimento/article/view/242
Seção
Artigos